eBooks e o futuro das editoras

Eu leio livros eletrônicos há mais de 10 anos.  Comecei com um Palm, passei para um Pocket PC, depois para um iPod Touch e mais recentemente tenho lido no meu iPad.  Embora muitas pessoas ainda se agarrem ao livro de papel, principalmente editores que estão vendo seu negócio derreter-se, o caminho dos livros eletrônicos, ou eBooks é inevitável.

A cada dia a barreira para a publicação de um livro fica mais baixa, possibilitando que qualquer pessoa possa publicar o seu próprio livro.  Isto costumava ser visto como uma coisa negativa e era chamdo de publicação por vaidade.  Considerava-se que se você tinha escrito um bom livro, uma boa editora o teria escolhido para publicação.  Isto está mudando rapidamente.

No último ano alguns escritores que decidiram partir pelo caminho da autopublicação tiveram grande sucesso com as vendas de seus livros através da Amazon.  Alguns chegaram a faturar mais de 1 milhão de dólares com as vendas pela Amazon, o que tem contribuído para que este tipo de autopublicação perca rapidamente a aura “negativa” que lhe era atribuida.

Para garantir o seu futuro as editoras precisam começar a repensar seu papel pois estão perdendo rapidamente a posição de controle que detinham sobre o que era ou não publicado.  Aqueles que não conseguirem adaptar-se estarão fadados ao desaparecimento.

 

 



One Response to “ “eBooks e o futuro das editoras”

  1. railer says:

    confesso que ainda não me adaptei a ler a não ser em papel. acho que os livros eletrônicos vão aparecer, mas acho que vão continuar convivendo com o papel, assim como o cinema e o dvd.

Leave a Reply